O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou a abertura de inquérito policial para apuração de supostos atos ilícitos praticados pelo ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), relativos à doação de terrenos pela edilidade. O referido processo é oriundo das investigações da Operação Calvário.

Em decisão monocrática, o ministro Francisco Falcão, um dos relatores da Operação Calvário no STJ, autorizou a Polícia Federal a investigar e tentar esclarecer a suposta doação de terrenos pela Prefeitura de Campina Grande, na gestão Romero Rodrigues, e negociações para a regularização de área destinada a construção de habitações populares.

As negociações teriam ocorrido em 2017, e envolvem o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) Arthur Cunha Lima e o ex-deputado estadual Arthur Filho, com participação do advogado Diogo Maia da Silva Mariz.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes: REDAÇÃO + wscom