O Brasil registrou 3.459 mortes por covid-19 e 73.513 mil novos casos nas últimas 24 horas, de acordo com dados do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass). Apenas o estado de São Paulo registrou 1.095 óbitos nesta quarta-feira (14/4). Ao mesmo tempo em que os números relacionados à pandemia continuam elevados, a vacinação, que já era lenta, começa a ficar escassa no país. Três capitais suspenderam a aplicação da primeira dose por falta de imunizantes.

Em João Pessoa, a situação é ainda mais crítica, pois a cidade também tem de aplicar a segunda dose para pacientes que estão no ciclo de imunização contra a covid-19. O reforço, de acordo com os estudos em torno das vacinas, varia de 14 dias a três meses. No caso da CoronaVac, a segunda dose deve ser aplicada em até 28 dias — esse é o período considerado seguro para preservar a resposta imunológica do organismo, de acordo com as pesquisas realizadas durante o desenvolvimento e teste da vacina.

Rio Branco e Salvador suspenderam a imunização da primeira dose. Em Curitiba, o governo do estado cancelou a vacinação de idosos com 66 anos de idade. Os demais grupos devem continuar recebendo a aplicação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes: REDAÇÃO + em