Cam. Mun. Sousa

Aconteceu nesta segunda-feira (13) sessão extraordinária na Câmara Municipal de Sousa para debater o Plano Nacional de Educação (PNE). O assunto é polemico, e a maioria dos vereadores foi contra a inclusão do item que decreta a obrigatoriedade do ensino da ideologia de gênero nas escolas.

A reunião contou com presença de vários religiosos e membros de comunidade, além dos vereadores. Na sessão o vereador Daniel Pinto pediu pedido de vista do projeto que logo em seguida foi reprovado por todos os vereadores.

O Plano Nacional de Educação, sancionado em junho de 2014 pela presidente Dilma Rousseff, define que as cidades têm até um ano para sancionar seus planos municipais de educação.

O texto vetado previa que o Plano Municipal de Educação deveria difundir propostas pedagógicas com conteúdos sobre sexualidade, diversidade quanto à orientação sexual, relações de gênero e identidade de gênero.

Também apontava a necessidade de estabelecer formas de evitar a evasão escolar motivada por orientação sexual ou à identidade de gênero.

Fonte: muido + Redação