Sem apresentar quaisquer provas, nem ao menos evidências ou indícios, o deputado estadual Jeová Campos (PSB) disse em entrevista numa emissora da cidade, na tarde de hoje, que “o dinheiro está comendo solto” na eleição municipal em Cajazeiras.

A declaração do parlamentar causou surpresa, vez que nem na Delegacia de Polícia, nem no Ministério Público Eleitoral do município há qualquer registro de denúncia nesse sentido. Nem do deputado, nem do PSB, nem qualquer outra pessoa ou partido político.

Para um experiente observador da cena política paraibana, a denúncia do deputado pode ser uma tática utilizada para chamar atenção e, ao mesmo tempo, criar um álibi que explique, pós eleição, um possível não êxito de seu candidato, que aliás é seu irmão.

“Afinal de contas, eleição não é brincadeira, é coisa séria, e penso que o deputado Jeová deveria antes de dar tal declaração, apresentar prova e/ou registrar boletim de ocorrência na polícia e no Ministério Público Eleitoral. Se não o faz, tenho o direito de imaginar que tal afirmação é fruto somente de quem pegou na rodilha sem poder com o pote!”, afirmou.

CARROS DE SOM

A propósito, ainda nesta semana o deputado Jeová Campos já havia reclamado ao TRE-PB a liberação de carros de som na campanha eleitoral, desconhecendo o perigo da Covid-19 que, diga-se de passagem, voltou a subir na Paraíba.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: REDAÇÃO