A alquimia política começa a ser discutida em João Pessoa para que, posta em prática sirva para unir os grupos políticos dos deputados estaduais Júnior Araújo (Avante) e Jeová Campos (PSB).

Ambos na oposição a atual gestão do Prefeito José Aldemir (PP), ainda assim não conseguem se entender em termos da eleição municipal, cada qual com seu candidato. Enquanto o grupo do deputado Jr. Araújo apresenta o nome da ex-prefeita Denise Oliveira(Cidadania), pré-candidata pela 3a. vez à Prefeitura, o grupo do deputado Jeová Campos apresenta o nome de Marcos Campos (PSB), irmão do parlamentar.

Para tentar por um fim nessa divisão oposicionista, garantiu-nos uma fonte palaciana, o Governador João Azevêdo (Cidadania) teria conversado com o deputado Jeová Campos e colocado duas hipóteses para a união dos dois grupos.

A primeira hipótese seria a chapa Denise prefeita, Marquinhos vice, com a garantia de que eleita, Denise apoiaria integral e unicamente o seu vice para uma vaga na Assembleia Legislativa, e Júnior Araújo para deputado federal.

A segunda hipótese seria a chapa Marquinho prefeito, Denise vice, com a garantia de que eleito, Marquinho apoiaria integral e unicamente a sua vice para uma vaga na Assembleia Legislativa e Júnior Araújo para deputado federal.

As propostas, se verdadeiras, representam um “acordão” entre duas famílias, no intuito de perpetuarem-se no poder político do município, sem que isso represente um programa de governo que vise suplantar os problemas e apresentar soluções para as demandas do povo de Cajazeiras.

Essa é a avaliação média de observadores da cena política local, lembrando aquela história do treinador no vestiário dizendo ao time: “você dá a saída, você correr pela direita, você lança para esse ponta, o ponta lança na área e você centro-avante, cabeceia e faz o gol”.

Foi quando um do time perguntou ao treinador: “o sr. já combinou tudo isso com o time adversário?”

Pois bem, mutatis mutandis, não adianta alquimia que não se combine com o povo. Sem ele, não há alquimia que funcione!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: REDAÇÃO