A Receita Federal abriu, nesta sexta-feira (22), a consulta ao primeiro lote de restituições do Imposto de Renda 2020. A data já havia sido adiantada pelo Agora. O pagamento da grana cai na conta dos beneficiários no dia 29 de maio.

O crédito bancário será feito para 901.077 contribuintes, que vão receber R$ 2 bilhões, segundo a Receita. Este primeiro lote será pago apenas aos contribuintes prioritários, conforme regras da legislação. Ao todo, são 133.171 contribuintes idosos acima de 80 anos, 710.275 contribuintes entre 60 e 79 anos e 57.631 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave.

Para receber, é preciso que o cidadão atenda a uma dessas regras, tenha enviado a declaração nos primeiros dias do prazo e não tenha caído na malha fina. É possível fazer a consulta por meio do Receitafone 146 e pelo site receita.economia.gov.br. É preciso informar o CPF.

Também dá para saber se terá a grana a consultar o portal e-CAC, que é o centro de atendimento virtual da Receita. O acesso também é pelo site receita.economia.gov.br. Segundo Joaquim Adir, supervisor nacional do IR, se estiver escrito “processada” na declaração e o contribuinte atender às regras, deverá receber.

 

Outra mudança neste ano, que já havia sido definida pela Receita Federal antes mesmo da pandemia, é quanto ao novo cronograma de restituição. O pagamento do primeiro lote está programado para o dia 29 de maio, com o último lote previsto para 30 de setembro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes: REDAÇÃO + agopra