Produção do setor foi de 0,8% no mês com destaque para alimentos e remédios; no ano, há queda de 1,1%

O crescimento dos produtos alimentícios, principalmente açúcar e suco de laranja, mais a alta nos produtos farmoquímicos e farmacêuticos, ajudaram a indústria brasileira a crescer 0,8% em outubro, informou nesta quarta-feira (4) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O resultado fez com que a indústria registrasse a terceira alta seguida do setor, com expansão de 2,4% no período. “Algo que não acontecia desde o fim de 2017”, disse o IBGE. Também foi o melhor mês de outubro desde 2012, segundo o instituto, quando a produção industrial registrou aumento de 1,5%.

Três das quatro grandes categorias econômicas, além de 14 dos 26 ramos pesquisados, tiveram avanços no décimo mês de 2019. Produtos alimentícios cresceu 3,4%, enquanto os farmacêuticos e farmoquímicos mostraram expansão de 11,2%.

“Foram as influências positivas mais importantes no crescimento de outubro”, apontou o IBGE.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes: folha + REDAÇÃO