O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou o Brasil e a Argentina de desvalorizarem em demasia suas moedas e anunciou, via Twitter, a retomada de tarifas ao aço e ao alumínio dos dois países sul-americanos.

De acordo com o presidente americano, a medida tem efeito imediato. A medida é mais um revés na relação com os EUA, que mantiveram veto à carne bovina brasileira e não apoiaram a entrada do Brasil na OCDE , após terem se manifestado publicamente a favor do ingresso do país na organização.

Análise : Sobretaxa de Trump chega em pior momento do Mercosul e da relação Brasil-Argentina

Boicote dos EUA também têm levado à Organização Mundial do Comércio (OMC) a uma paralisia, o que afeta diretamente o Brasil.

“O Brasil e a Argentina têm liderado uma desvalorização maciça de suas moedas, o que não é bom para os nossos agricultores. Portanto, com efeito imediato, restaurarei as tarifas de todos os aços e alumínio enviados para os EUA a partir desses países”, escreveu Trump na manhã desta segunda-feira.

Ao deixar o Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que irá conversar com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e que, se necessário, telefonará para Trump.

— Vou falar com o Paulo Guedes. Alumínio? Vou falar com o Paulo Guedes agora — disse, acrescentando: — Vou conversar com o Paulo Guedes. Se necessário, ligo para o Trump. Tenho um canal aberto com ele.

Bolsonaro disse que só comentará o assunto após conversar com Guedes para “não ter que recuar”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes: oglobo + REDAÇÃO