A prefeita de Conde, Márcia Lucena (PSB),  falou sobre a crise vivida pelo seu partido nos últimos dias. A gestora exaltou a força do partido e mencionou o trabalho realizado sob o comando do ex-governador Ricardo Coutinho, que segundo suas palavras, transformou a Paraíba.

“O PSB é um partido forte, vivo e carregado de identidade. Trouxe à Paraíba, pelo estilo e forma de Ricardo Coutinho, não só um excelente trabalho, que transformou a Paraíba, mas uma forma contagiante de fazer política, criando a militância girassol, estimulando a participação popular”, disse.

Para Márcia a mudança realizada na Paraíba foi exitosa por ter sido bem conduzida e pela ampla participação. “A transformação foi eficaz por isso: teve uma boa condução e liderança e a participação de todos!” E por isso, nas palavras da gestora: “Não é difícil entender que algo tão forte, cause também reações igualmente fortes em qualquer movimento”¸ ponderou.

A socialista rejeita a ideia de crise ou mesmo de racha no partido. Ela entende que o que acontece hoje faz parte de um processo de renovação que é importante. “As mudanças são renovações importantes e necessárias. O que para muitos é uma crise, um racha, vejo como uma nova ordem”.
Para a prefeita, esse momento de renovação é também alvo de um oportunismo que acaba, segundo ela, dificultando a comunicação, ao promover perseguição, por parte de quem não teria ‘identidade com o PSB e seus princípios. “Infelizmente, em momentos como esse tem sempre os oportunistas que dificultam a comunicação, enquadram pessoas, perseguem, carimbam. Fazem isso para justificar, às vezes, uma falta de identidade com o partido e seus princípios” .

Lucena ainda exaltou a postura do ex-governador Ricardo Coutinho que ao aceitar dirigir o partido estaria demonstrando compromisso e humildade. “O motivo de tudo isso com certeza não é o que aparenta, não é o que alguns querem fazer parecer. Todos concordam que não há nome melhor para dirigir o partido que Ricardo – que ao topar isso, mais uma vez, demonstra compromisso e humildade, pois deveria estar se dedicando a discussões muito mais amplas, ciente da grande contribuição que já deu à Paraíba. O motivo pode ser a falta de identidade mesmo por parte de alguns”, argumentou.

De acordo com a gestora: “Tanto Ricardo como João sabem da importância do partido no desenvolvimento da Paraíba e da importância do fortalecimento do partido. São líderes fortes nos quais depositamos toda confiança. O momento não é de personalizar a política, o momento, mais do que nunca, é de olhar para o bem comum, para o coletivo”.

Ela ainda demonstrou entender que a alternativa ideal para o partido é a paz entre João e Ricardo: “João no governo, com sua competência, seriedade e Ricardo, com sua supremacia política orientando e colocando os candidatos em posição de disputa nesse cenário tão complexo da política nacional, é o melhor dos mundos! A comissão provisória proposta pela nacional tem essa cara: Ricardo e João, João e Ricardo. Vamos pra frente!”, finalizou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes: canaldopovo + REDAÇÃO