Autor de homicídio na manhã de domingo (23) na zona norte de Cajazeiras, o policial militar aposentado José Anchieta Dantas, se apresentou espontaneamente na Delegacia de Polícia Civil na tarde desta segunda-feira (24) e acabou sendo preso através de mandado de prisão expedido pela justiça.

O policial efetuou disparos contra o técnico de internet, Antônio Ramalho Martins, conhecido como Hominha, que acabou falecendo horas depois no Hospital Regional de Cajazeiras. Na confusão por conta de um som alto, a jovem e sobrinha de Hominha, Gislaine Ramalho, de 25 anos, também foi atingida com um tiro no braço.

O policial foi encaminhado para o xadrez do 6º BPM

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes: resenhapolitika + REDAÇÃO