Vinte e quatro horas após ser solto depois de quatro meses de prisão, o prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima (sem partido), virou réu no Tribunal de Justiça da Paraíba que, unanimemente, acatou denúncia do Ministério Público Estadual, acusando-o de corrupção passiva e concussão.

Processado na Câmara

A par do processo que vai responde na justiça, Berg Lima já está respondendo processo de cassação na Câmara Municipal de Bayeux.