Nepotismo

Clique na imagem para ampliá-la

O deputado federal Wilson Filho (PTB), candidato a vice-prefeito de João Pessoa pela coligação Trabalho de Verdade, disse neste sábado (27), durante reunião com moradores do Jardim Bom Samaritano, no bairro de Cristo, que o dinheiro que deveria estar sendo empregado na saúde pública municipal vem sendo utilizado para pagar salários de parentes do atual prefeito.

“Agora todos nós sabemos porque falta dinheiro para investir na saúde de João Pessoa. O atual prefeito gasta mais de R$ 1 milhão por ano só com o pagamento dos salários de dezenas de parentes seus que estão empregados na prefeitura. Enquanto ele chega a pagar até R$ 10 mil por mês de salário a um parente seu, a população sofre com a falta de médicos e remédios nas Unidades de Saúde da Família (USFs) da Capital”, desabafou.

Wilson Filho lamentou a prática de nepotismo na gestão do atual prefeito de João Pessoa e disse que a população precisa ficar atenta para não cair novamente na “conversa de quem teve quatro anos para melhorar a vida das pessoas, mas que se preocupou apenas em melhorar a vida de parentes”.

Nepotismo

A prática de nepotismo na gestão do atual prefeito tornou-se pública na noite desta sexta-feira (26), durante debate promovido pelo Sistema Arapuan de Comunicação. A revelação foi feita pela professora Cida Ramos (PSB), candidata a prefeita pela coligação Trabalho de Verdade.

De posse de uma lista extraída do Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres), do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), Cida revelou a existência de mais de 40 parentes do atual prefeito empregados na Administração Municipal, o que caracteriza a prática de nepotismo.

Parentes custam uma USF

Levantamento feito pela coligação Trabalho de Verdade junto ao Sagres revela que, só com parentes do atual prefeito lotados em órgãos da administração direta, a PMJP gasta mais de R$ 1 milhão por ano. O montante daria, por exemplo, para construir uma Unidade de Saúde da Família (USF), orçada em R$ 968 mil.

“Se esses parentes do prefeito estão todos lotados desde o primeiro ano de sua gestão, só com o que se paga de salários a eles, a prefeitura poderia ter construído três novas USFs em João Pessoa, ou mesmo uma nova UPA (Unidade de Pronto Atendimento), que custa pouco mais de R$ 3 milhões”, observou o candidato.